Arranca a 5ª Edição da Campanha Make Sense sobre o Cancro de Cabeça e Pescoço

 

CapaMakeSense

 

Mais de 50% dos doentes são diagnosticados tardiamente

 

“APOIAR OS SOBREVIVENTES” É O MOTE DA CAMPANHA MAKE SENSE

 

Entre os dias 18 e 22 de Setembro assinala-se a 5.ª Semana Europeia de Luta Contra o Cancro de Cabeça e Pescoço, cuja mensagem central deste ano é “Apoiar os Sobreviventes” deste tipo de cancro, que deixa profundas marcas, tanto físicas como psicológicas.
Ao longo dos anos, esta iniciativa da Sociedade Europeia de Cabeça e Pescoço tem vindo a ser liderada, em Portugal, pelo Grupo de Estudos de Cancro de Cabeça e Pescoço e, desde a sua criação, com o apoio da Associação dos Amigos dos Doentes com Cancro Oral – ASADOCORAL, a única associação de doentes em Portugal deste especialidade.

 

Sendo o cancro uma dura batalha à qual cada vez mais pessoas sobrevivem, é preciso ajudar estas pessoas a retomar as suas vidas. Neste sentido, através desta campanha, pretende-se sensibilizar a população, media e órgãos decisores para as necessidades dos sobreviventes, mas também passar uma mensagem positiva àqueles que acabam de ser diagnosticados.

 

 

Aceda aqui ao folheto de campanha

Clique aqui para ver o vídeo

 

 

Anualmente, em Portugal, o cancro de cabeça e pescoço mata 3 portugueses por dia, número que pode diminuir quando o diagnóstico é feito numa fase inicial da doença. Por isso, ao longo desta semana, o Grupo de Estudos de Cancro de Cabeça e Pescoço e a ASADOCORAL vão desenvolver iniciativas de sensibilização que visam informar e alertar para a necessidade de reconhecer sinais e sintomas da doença e formas de prevenção.

 

Segundo Ana Castro, médica oncologista e presidente do Grupo de Estudos de Cancro de Cabeça e Pescoço, “Muitas vezes fala-se em cancro de cabeça e pescoço e as pessoas não reconhecem. Não sabem onde se localiza, quais os sinais e sintomas, fatores de risco, etc. O nosso objetivo, ano após ano, é aumentar o grau de sensibilização de todos sem exceção, de forma a diminuirmos o número de casos deste tipo de cancro.”

 

As várias iniciativas previstas enquadram-se na campanha europeia “The Make Sense Campaign”, realizada pela European Head and Neck Society (EHNS), onde estão envolvidos países como Espanha, Itália, Alemanha, França, Inglaterra e Portugal.

 

Em Portugal, a Campanha conta com o apoio da MSD e de várias outras companhias farmacêuticas e não só, do Metro do Porto e do Corpo Voluntário da Ordem de Malta.

 

Sobre o GECCP:

Um dos objetivos do GECCP passa por promover comportamentos saudáveis e a prevenção de doenças como o Cancro de Cabeça e Pescoço que está, entre outros fatores, ligada ao consumo de álcool e tabagismo.

 

Sobre o Cancro de Cabeça e Pescoço:

Em Portugal, os carcinomas da cabeça e pescoço são a 4ª patologia com maior incidência em Portugal em indivíduos do sexo masculino, isto se agruparmos as diferentes localizações (laringe, faringe, cavidade oral e nasofaringe). Esta doença mata 3 portugueses por dia. Todos os anos registam-se mais de 1.800 novos casos em Portugal, sendo 85% das vítimas fumadores ou ex-fumadores. O cancro da cabeça e do pescoço é o sétimo cancro mais comum a nível mundial. Só na Europa, estima-se que existam cerca de 143.000 casos de cancro da cabeça e do pescoço, ocorrendo mais de 68.000 mortes em cada ano. Estimativas para 2020 indicam que a incidência do cancro da cabeça e pescoço aumentará 30%, devido ao crescimento e envelhecimento da população mundial*.

*Dados do Grupo de Estudos de Cancro de Cabeça e Pescoço

 

Publicado a