Atualmente, a grande maioria da população feminina faz algum tipo de método contracetivo, mas nem sempre o que utilizam é o que melhor se adapta às suas necessidades.


O Planeamento Familiar nasceu em Portugal nos anos 60, como forma de promoção de uma melhor saúde sexual e reprodutiva da mulher, garantindo à população acesso a métodos contracetivos eficazes e seguros. e a informação relevante para uma sexualidade segura e saudável.

A contraceção tem como objetivo prevenir ou reduzir a propensão de uma mulher vir a contrair uma gravidez indesejada. Uma contraceção adequada a cada mulher é o melhor método para um bom planeamento familiar.
Cada método tem características distintas que poderão responder às necessidades do mais variado tipo de mulheres e em diferentes alturas da sua vida (idade, estilo de vida, se pretende ou não ter filhos, etc). Quanto melhor se conhecerem os métodos contracetivos disponíveis, mais informada será a decisão a tomar sobre qual o que mais se adapta a cada mulher.

É fundamental conhecer a eficácia, o modo como atua e como se utiliza cada um dos métodos disponíveis. Como em todos os medicamentos, deve ser analisada a relação risco/benefício antes de escolher um método contracetivo, dado que cada método apresenta vantagens, desvantagens e possíveis efeitos secundários.

  • Abstinência
  • Adesivo cutâneo
  • Anel vaginal combinado
  • Contraceção de emergência
  • DIU/SIU
  • Espermicida
  • Implante subcutâneo
  • Injeção intramuscular de progestativo
  • Laqueação Tubária
  • Método do calendário
  • Pílula combinada
  • Pílula só com progestativo
  • Preservativo Masculino
  • Vasectomia

Apesar de não substituir o papel do médico, o contracecao.pt pretende informar e esclarecer as mulheres sobre todos os métodos contracetivos existentes. A decisão final sobre a escolha do método contracetivo deverá sempre ser tomada em conjunto com o médico, tendo em consideração as suas condições médicas e as suas necessidades naquele momento, mas será tanto melhor quanto for a informação prévia da mulher antes da consulta.

Nota: Este conteúdo do msd.pt é meramente informativo, não devendo em nenhuma situação ser substituto do aconselhamento médico. Deverá fazer uma consulta anual de Ginecologia ou de Planeamento Familiar.