O que é a Rinite Alérgica (RA)?

A Rinite Alérgica é uma doença inflamatória crónica nasal, induzida pela exposição a alergénios (ácaros do pó, pólenes, fungos, etc). A exposição a estes estímulos desencadeia uma resposta imunológica, que leva à inflamação da mucosa nasal e, consequentemente, ao aparecimento dos sintomas.

Em Portugal, cerca de 22% da população sofre de Rinite Alérgica. Contudo, existe um número significativo de doentes, ainda, não diagnosticados e não tratados.

Estudos têm mostrado que muitos doentes com RA têm, também, Asma (até 40%). (ver informação sobre Asma). Nos doentes asmáticos a presença de Rinite Alérgica (RA), sobretudo se não tratada, pode dificultar o controlo da Asma. Assim, todos os doentes com RA devem ser, também, investigados para a co-existência de Asma.

A RA provoca uma deterioração na qualidade de vida com perturbação do sono, dificuldades nas actividades quotidianas e vida social. Se mal controlada pode, ainda, associar-se ao desenvolvimento de outras complicações, como Sinusite.

Quais são os sintomas da RA?

Os sintomas de RA incluem: espirros, comichão, corrimento e congestão nasal.
Se há conjuntivite alérgica associada (Rinoconjuntivite alérgica) surgem, também: lacrimejo e comichão ocular, olho vermelho e/ou inchado e intolerância à luz.

Classificação e tratamento da RA

A RA pode classificar-se em 1. Rinite alérgica intermitente: os sintomas apresentam-se durante < 4 dias numa semana ou < 4 semanas consecutivas; 2. Rinite alérgica persistente: os sintomas apresentam-se durante = 4 dias numa semana e > 4 semanas consecutivas.

A RA também pode ser classificada com base na gravidade dos sintomas: 1. RA ligeira – sem perturbação do sono ou das actividades diárias habituais; 2. RA moderada a grave – os sintomas interferem com o sono ou são perturbadores do desempenho nas actividades diárias habituais.

Qual é o tratamento da RA?

O tratamento da RA deve combinar:

  1. Evitar contacto com o(s) alergénio(s) (quando possível)
  2. Fármacos – anti-histamínicos (não-sedativos de 2ª geração), anti-inflamatórios (corticóides e anti-leucotrienos) e outros como descongestionantes nasais (uso limitado).
  3. Vacinas anti-alérgicas (em casos seleccionados)

Quando for prescrita pelo seu médico é importante cumprir a terapêutica como recomendado, mesmo quando os sintomas estão controlados.

Este conteúdo é meramente informativo, sendo os profissionais de saúde quem melhor podem responder a todas as suas questões sobre Asma e RA.