O primeiro contraceptivo oral da MSD foi introduzido na década de 1960, após o qual se seguiram o lançamento de sucessivos métodos contraceptivos orais

No início de 1980, a MSD também iniciou um programa de investigação na área da biotecnologia que levou, na década de 90, à introdução de seu primeiro produto de biotecnologia, a Hormona Folículo Estimulante Recombinante, utilizada para o tratamento da infertilidade.

A MSD continua empenhada no desenvolvimento de novas opções terapêuticas que podem ajudar à prevenção da gravidez, a conceber um filho ou a combater outros problemas de saúde específicos das mulheres, como é o caso, por exemplo, dos sintomas que surgem durante a menopausa.

A Infertilidade ocorre quando um dos membros do casal, ou ambos, têm problemas físicos que afectam o processo de reprodução.

É estabelecida uma distinção entre os casais que nunca conseguiram engravidar juntos (“infertilidade primária”) e os casais que já conseguiram engravidar juntos, mas que não foram bem sucedidos em tentativas posteriores (”infertilidade secundária”).

Em Portugal, estima-se que a infertilidade afecta cerca de 10 a 15% dos casais. A infertilidade apresenta, aproximadamente, a mesma frequência nos homens e nas mulheres. A idade das mulheres é um dos factores que mais influencia a fertilidade. Embora muitas mulheres engravidem depois dos 30 anos, a mulher atinge o seu pico de fertilidade por volta dos 25 anos. A partir dessa idade, a fertilidade diminui gradualmente até aos 35 anos e, daí em diante, sofre um rápido decréscimo. Nas mulheres, o problema de fertilidade mais comum está relacionado com a ovulação (libertação dos óvulos). No que respeita aos homens, a fertilidade diminui lentamente até cerca dos 40 anos e, a partir dessa idade, começa a diminuir mais rapidamente. As causas mais comuns da infertilidade masculina são a redução do número ou da mobilidade dos espermatozóides e/ou alterações da sua forma.

Os casais que com problemas em engravidar devem considerar a possibilidade de consultar um médico ginecologista, para os ajudar a decidir o momento de realizar exames de fertilidade. Concluídos os exames de fertilidade masculina e feminina, o médico estará normalmente em condições de explicar por que razão o casal, ainda não conseguiu engravidar. Infelizmente, nem sempre é possível identificar a causa exacta da infertilidade. Quando não é possível determinar a causa após resultados e avaliação dos exames realizados, os médicos descrevem este fenómeno como “subfertilidade inexplicada”.

Felizmente, na maioria dos casos, existe tratamento para a infertilidade. Muitas vezes, estes problemas podem ser resolvidos através da utilização de tratamentos farmacológicos mas, outras vezes, são necessários tratamentos mais complexos, tais como a fertilização in vitro (FIV) ou intervenções cirúrgicas. O tratamento depende da identificação da causa da infertilidade. Uma vez identificada a causa, existem várias opções de tratamento disponíveis, que podem ser classificadas da seguinte forma:

  • Os tratamentos para indução controlada da ovulação: envolvem apenas o recurso a tratamentos farmacológicos, monitorizados com exame ecográfico.
  • Os tratamentos com inseminação intra-uterina: envolvem a conjugação de tratamentos farmacológicos com um tratamento para estímulo da fertilidade, como, por ex., a inseminação intrauterina de espermatozóides.
  • A procriação medicamente assistida (PMA): envolve o recurso a tratamentos farmacológicos e técnicas de PMA que implicam a fertilização laboratorial como por ex., a FIV ou a micro-injecção intracitoplasmática de espermatozóides (ICSI).
  • A técnica designada de micro-injecção, micro-fertilização ou injecção intracitoplasmática de espermatozóides (ICSI): envolve a injecção de um espermatozóide no óvulo

Em alguns casos, poderá ser necessária uma intervenção cirúrgica para aumentar a probabilidade de uma potencial gravidez, sendo, frequentemente, necessário associar à posteriori um dos tratamentos atrás descritos.

Este conteúdo é meramente informativo,sendo os profissionais de saúde quem melhor podem responder a todas as suas questões sobre este tema.