A doença pneumocócica é causada pela bactéria “Streptococcus pneumoniae” que é a maior causadora de pneumonia.1

Em Portugal:

Aproximadamente 67 hospitalizações/dia

Cerca de 14 mortes por dia2

84% das mortes causadas por pneumonia correspondem à faixa etária dos 60 anos ou mais2

Esta bactéria está na origem de várias doenças:3

Pneumonia

Septicémia

Otite Média Aguda

Meningite

Como se propaga a pneumonia?

As pneumonias virais e bacterianas são contagiosas. As pessoas que estão infetadas podem espalhar o vírus ou a bactéria através de gotículas respiratórias no ar, quando tossem, espirram ou falam. Ocasionalmente, as pessoas podem apanhar pneumonia ao tocarem em algo que tenha o vírus ou a bactéria e depois tocando com a mão no nariz ou na boca.

Quais são os sintomas?

Os sintomas variam conforme a área do corpo que está infectada.
Os sintomas da pneumonia são:3

Febre e arrepios

Tosse persistente

Respiração rápida e pesada

Dor no peito

up arrow Voltar ao topo

A doença pneumocócia pode levar a complicações incluíndo hospitalizações e até mesmo à morte.3

A bactéria pneumocócica pode ser a causa de doenças graves:

Pneumonia Pneumocócica

A pneumonia pneumocócica é uma infeção nos pulmões. Algumas pessoas têm um risco superior, mas todos podemos ter uma pneumonia pneumocócica.

A pneumonia pneumocócica pode ser grave porque:3

  • Pode aparecer de repente.
  • Em algumas situações pode causar dificuldades na respiração.
  • A bactéria pneumocócica pode infetar outras partes do corpo, inclusivé a circulação sanguínea.

A pneumonia pneumocócica pode levar a hospitalizações e até mesmo à morte.3

Pneumonia com Bacteremia

A Bacteremia é uma infeção do sangue. Pode diminuir o fluxo da circulação sanguínea e assim danificar órgãos como o coração ou rins.3

1 em cada 8 adultos que desenvolve pneumonia com bacteremia tem um desfecho fatal.3

Meningite pneumocócica

A Meningite é uma doença rara, mas grave. leva à inflamação das membranas que ligam o cérebro com a medula espinal.3

Praticamente metade dos doentes com meningite pneumocócica sofrem de complicações graves, tais como perda da audição ou distúrbios neurológicos.3

up arrow Voltar ao topo

Qualquer pessoa pode desenvolver doença pneumocócica, mas algumas pessoas têm um risco superior.3

Pode ter um risco superior e desconhecer

O avançar da idade deixa as pessoas mais vulneráveis à doença pneumocócica pois o sistema imunitário enfraquece com a idade.3

A quantidade de pessoas afetadas pela doença pneumocócica é superior na faixa etária dos 65 anos ou mais.3

Se tem problemas de saúde crónicos ou uma condição de imunossupressão, está em risco acrescido de desenvolver doença pneumocócica.4

Certas condições médicas podem enfraquecer o sistema imunitário e assim aumentar o risco de doença pneumocócica.
São exemplo disso:

DIABETES:
faz aumentar o risco em
1,4 a 4,6x4,*

DOENÇA CARDÍACA:
faz aumentar o risco em
9,9x4,*

DPOC / ASMA:
faz aumentar o
risco em 1,3 a 16,8x4,*

Aproveite a próxima oportunidade para falar com o seu médico ou farmacêutico sobre ser vacinado contra a doença pneumocócica.

up arrow Voltar ao topo

São várias as formas de se proteger da doença pneumocócica, p.ex.: através de medidas de higiene adequadas e da vacinação.

Como se pode proteger?

Evite estar com pessoas
doentes3

Lave sempre as mãos após
tossir, espirrar ou assoar o
nariz e tome medidas de
higiene apropriadas5

Vacine-se5

Uma pequena quantidade de bactérias mortas ou inactivadas ou partículas virais são injetadas no seu corpo.6

Estes microorganismos estimulam o seu corpo a produzir anticorpos para combater as bactérias ou partículas virais.6

Mais tarde, caso entre em contacto com o agente patogéneo natural, os seus anticorpos já o sabem proteger.6

up arrow Voltar ao topo

A Direção-Geral da Saúde emite Normas relativas à vacinação pneumocócica, nas quais identifica as populações com risco acrescido para Doença Invasiva Pneumocócica.

Não hesite em falar de vacinação contra a Doença Pneumocócica com o seu Médico ou Farmacêutico.7

Pessoas saudáveis a partir dos 65 anos

Se tem 65 anos ou mais tem acesso a um regime de comparticipação especial nas vacinas recomendadas pela DGS.

Adultos (18 anos ou mais) com doença crónica:

  • Doença cardíaca crónica
  • Doença respiratória crónica, Insuficiência respiratória
  • Doença hepática crónica
  • Dador de medula óssea (antes da doação)
  • Diabetes

Se for adulto (18 anos ou mais) e viver com uma condição que provoque imunossupressão, tal como:

  • Imunodeficiências primárias (infeção por VIH)
  • Asplenia e défice de complemento
  • Fístulas de LCR ou Implantes cocleares (candidatos e portadores)
  • Doença neoplásica ativa
  • Síndrome Nefrótica
  • Síndrome de Down
  • Candidatos a transplante (na lista de espera ativa) e transplantados
  • Imunossupressão Iatrogénica

Perguntas mais frequentes

Encontre respostas para as perguntas frequentes sobre Doença Pneumocócica e vacinação. Descarregue o documento e fale com o seu médico assistente ou farmacêutico sobre prevenção.

Abreviaturas:

SNS – Serviço Nacional de Saúde; DPOC – Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica, VIH – vírus da Imunodeficiência humana; LCR – líequido cefalorraquidiano; DGS – Direção-Geral da Saúde

Referências:

  1. Hespanhol V, et al. Pneumonia mortality: comorbidities matter? Pulmonology. 2020;26(3):123-129.
  2. Fundação Portuguesa do Pulmão, Observatório Nacional de Doenças Respiratórias, 2023
  3. CDC. About Pneumococcal Disease. [internet]. Disponível em: https://www.cdc.gov/pneumococcal/index.html . [Acedido a: 08/2022].
  4. Torres A. et al. Which individuals are at increased risk of pneumococcal disease and why? Effects of COPD, asthma, smoking, diabetes, and/or chronic heart disease on community-acquired pneumonia and invasive pneumococcal disease. BMJ 2015;0:1-6.
  5. American Lung Association. Preventing Pneumonia. [Internet]. Disponível em: https://www.lung.org/lung-health-diseases/lung-disease-lookup/pneumonia/preventing-pneumonia
  6. WHO. Como funcionam as vacinas. [Internet]. Disponível em: https://www.who.int/pt/news-room/feature-stories/detail/how-do-vaccines-work#:~:text=Como%20podem%20as%20vacinas%20ajudar&text=Algumas%20vacinas%20requerem%20v%C3%A1rias%20doses,desenvolvimento%20de%20c%C3%A9lulas%20de%20mem%C3%B3ria
  7. Direção-Geral da Saúde, Vacinação contra Streptococcus pneumoniae de grupos com risco acrescido para Doença Invasiva Pneumocócica (DIP), Norma 011/2015 atualizada a 01/11/2021

* Quando comparados com adultos sem doença crónica.

PT-NON-02802 04/2024