Notícias

MSD promove debate sobre o tratamento do Cancro na Europa

No próximo dia 9 de setembro, pelas 8h30, a Europa volta a unir-se para debater o cancro. Decisores, indústria, associações de doentes e profissionais de saúde reúnem-se virtualmente para debater o tratamento do cancro, através do webinar “Quem paga pela esperança? Tratar o Cancro precocemente”. 

O cancro é a segunda principal causa de morte a nível mundial, somando todos os anos mais de 18 milhões de novos casos. Na Europa, é responsável por uma em cada quatro mortes. Nos últimos anos, assistimos a um progresso significativo e a mortalidade associada à doença oncológica desacelerou o ritmo face à incidência. Como resultado, a expetativa dos doentes e cuidadores também mudou: todos esperamos que seja possível prolongar a sua sobrevivência e atenuar os sintomas relacionados com o cancro. No entanto, também nos últimos anos, demonstrar o valor da inovação tornou-se mais desafiante. 

Quanto tempo estamos dispostos a esperar pela inovação? Quanto vale a esperança de um doente? É necessário apostar em tratamentos eficazes para aumentar a taxa de sobrevivência, mas como podemos justificar os custos sem evidências claras? Qual o impacto do tratamento numa fase inicial da doença? Que informação é necessária para avançar com o financiamento? Quem determina se as evidências fornecidas são suficientes? Estas são algumas das questões que vão ser abordadas no próximo The Early Bird Debate e que colocam o doente e as suas necessidades no centro da discussão, dando continuidade ao trabalho desenvolvido pelo European Cancer Forum. 

Para garantir que o tratamento do cancro continua a ser uma prioridade na Europa, a MSD está a promover estes webinars, defendendo que o debate aberto e franco podem fazer a diferença. “Quem paga pela esperança? Tratar o Cancro precocemente” pretende dar voz a especialistas em Oncologia, associações e profissionais enquanto o Plano para o Cancro na EU está a ser desenvolvido. 
O Cancro é um tema prioritário, que carece de ação conjunta. Saiba mais sobre a iniciativa no site do European Cancer Forum e faça parte deste #CancerCareDebate.

PT-NON-00556  09/2020